Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 10 de fevereiro de 2012

Barulho? Não, obrigado!

 
 

“O barulho é a tortura do homem de pensamentos.”
 

“Há pessoas, é certo – mais que isso, há muitas pessoas – que sorriem indiferentemente a tais coisas porque não são sensíveis ao ruído; mas essas são exatamente as mesmas pessoas que não são sensíveis à argumentação ou à reflexão, ou à poesia ou à arte, em suma à nenhuma espécie de influência intelectual. A razão disso é que o tecido de seus cérebros é de uma qualidade muito grosseira e ordinária. Por outro lado, o ruído é uma tortura para pessoas intelectuais.”
  

“O ruído é a mais impertinente de todas as interrupções, uma vez que ele interrompe, ou melhor, quebra até mesmo nossos pensamentos. No entanto, onde não há nada a ser interrompido, certamente ele não chega a incomodar”  O filósofo alemão Arthur Schopenhauer disse tudo! Eu apenas assino embaixo já que “A soma de barulho que uma pessoa pode suportar está na razão inversa de sua capacidade mental.”
 
 Tavinho Caúmo

divider500x5.jpg

Anúncios

Read Full Post »